HOME INICIO CONVENTO S. PAYO
MUSEU
ESPAÇOS TURISMO DE HABITAÇÃO INFORMAÇÕES SERVIÇO EDUCATIVO
HISTÓRIA  APRESENTAÇÃO PÓLO PORTA XIII
HISTÓRIA DO CONVENTO SAN PAYO
O Convento de San Payo, fundado nos fins do séc. XIV por religiosos provenientes da Galiza, pertencentes à Congregação dos Frades Menores de S. Francisco, foi o quarto Convento Franciscano a ser construído em Portugal. Neste lugar de difícil vida religiosa conseguiu, apesar das dificuldades, vingar uma comunidade ao longo dos séculos, convertendo-se num espaço de santidade e vida contemplativa nas orlas rochosas da Ribeira do Minho. As asperezas do isolamento, os sucessivos saques e imposições políticas ao longo dos séculos, contribuíram para que o convento progressivamente caísse em ruínas e finalmente abandonado em meados do século XIX. Até que um dia o Escultor José Rodrigues o (re)encontra … A partir de um estudo inicial do arquitecto Viana de Lima, José Rodrigues recuperou o edifício. O Convento San Payo, pelo cuidadoso restauro de que foi objecto, constitui um museu em si, por conservar e patentear um espécimen raro de arquitectura conventual e de franciscanismo observante.
Habitado por uma das mais notáveis referências da arte portuguesa contemporânea, tornou-se uma espécie de museu - atelier. A colecção de esculturas, desenhos e pinturas, de propriedade do autor que o integra, num acervo de algumas centenas de peças, permite ao visitante conhecer melhor a obra de José Rodrigues.